Entrevista com a autora | Semana Caçadora de estrelas #06

by - novembro 28, 2016



Oi, galera! E dando continuidade a nossa Semana Especial Caçadora de Estrelas, hoje é dia de conhecer a mente criativa da responsável por essa história que está encantando tantos leitores.

Venham conferir a entrevista que a Raiza Varella nos conta sobre o processo de escrita de "Caçadora de Estrelas", das sensações que sentiu e sobre a criação dos personagens...

Como surgiu a ideia para escrever "Caçadora de Estrelas"?
Uma amiga me contou uma história certo dia. Ela era bem diferente da que eu apresento em Caçadora, mas assim que ela terminou de falar Eva entrou na minha mente sem um convite arrastando o Gabs pela mão e exigiu que eu escrevesse a história dos dois. Fui ameaçada, e quem conhece a Eva sabe o tamanho do seu poder de persuasão rs.




Se inspirou em alguém conhecido para criar Eva e Gabriel? Se sim, em quem?
Não, em ninguém. Não tenho o hábito de criar meus personagens me baseando em pessoas do meu convívio. Gosto que eles sejam eles mesmos, com suas manias, defeitos e qualidades e não copias de outras pessoas. Para mim eles são reais, existem e devem ser únicos cada um à sua maneira.


Quanto tempo demorou para concluir a história?
Foi o livro que mais demorei para terminar. Quando iniciei o projeto estava grávida de 8 meses e parei por um tempo quando meu filho nasceu. Todo o processo durou cerca de 4 meses.


Pensou em outras possibilidades de final ou quando começou já sabia como ia terminar?

Nunca existiu outra possibilidade de final. Quando iniciei já sabia como iria terminar e prometi para mim mesma que não mudaria de ideia, que iria até o fim com o que me propus a fazer.


O quanto e o que Eva tem da Raiza?
Muito, eu acho. Eva tem a minha fome, minha tara por hambúrgueres e meu mau humor matinal. Não me acho a pessoa mais egoísta do planeja, mas tenho ciúmes das minhas pessoas, assim como ela.


Qual o trecho de Caçadora mais te emociona e o por quê?

Nossa, são muitos. Os momentos vividos compartilhados na praia, o pedido, o vestido na altura dos joelhos e muitos outros. Mas nenhum se compara aos sete anos depois do fim. Fico orgulhosa de ver a pessoa que a Eva se tornou, minha menina cresceu!


Já conhecia a "Lenda da Estrela mais brilhante do céu" que aparece na narrativa ou ela é de sua autoria?
A lenda é de minha autoria.

O que te fez escrever uma história nesse sentido, com esse tema?
Ela despencou nos meus pensamentos desse jeitinho. Eu brinco que não escolho a história que vou escrever ou mesmo como vou conta-la porque nunca tenho voz diante dos meus personagens. Suas histórias chegam prontas para serem escritas e por mais que eu queria mudar isso ou aquilo, são eles quem a conduzem. Os bichinhos têm vida própria rs.


Chorou em algum momento enquanto escrevia?
Não derramei uma lagrima sequer. Mas dois anos depois de ter terminado fiz uma última revisão para prepará-lo para chegar aos leitores e fiquei bem emotiva em algumas cenas, principalmente as que não existiam antes e escrevi de última hora. Então admito que reler essa história e ajustá-la depois de tê-la guardado tanto tempo na gaveta me emocionou bastante.

O que você quis passar para o leitor com a história?
Que devemos sempre viver o hoje e amar as pessoas que são importantes todos os dias.

O que "Caçadora de Estrelas" significa pra você?
Eu amo cada um dos meus filhos literários, mas Caçadora é a menina dos meus olhos, meu pedacinho de amor em forma de palavras. Tudo e qualquer coisa boa que tenha dentro de mim estão nessas páginas. Sim, ele é meu projeto favorito, assim como Gabs é meu mocinho favorito. Que o Monstro não me escute, ele é bem ciumento!

Imaginou que teria a aceitação que está tendo?
Imaginei que os leitores iriam amar ou odiar a história, que não teria meio termo e acho que acabei acertando. Mas não imaginei que tantas pessoas fossem amar e que eu receberia tantos feedbacks positivos em tão pouco tempo. Foi uma grata surpresa e uma felicidade sem tamanho, porque meu amor por essa história é grande demais. Me emociono a cada recadinho, a cada palavra, a cada foto. <3 Gratidão é a palavra.

O tema de "Caçadora de Estrelas" é pessoal pra você Viveu algo parecido?
Sim, eu vivi. Tenho as minhas duas estrelas brilhando por mim todas as noites de céu estrelado e essa história foi a melhor forma que encontrei para homenageá-las.

E o especial de hoje termina aqui. Espero que tenham curtido o post.
Lembrando que amanhã é o ultimo dia. E claro que será finalizado com chave de ouro.

Perdoar, esquecer, se doar e viver. | Escritos

by - novembro 28, 2016
foto: O mundo cabe na minha lente

Leia ouvindo: England Skies - Shake shake go

Perdoar é uma tarefa difícil nem sempre concluímos isso com sucesso. Algumas ações magoam tanto quanto um corte profundo, doloroso e sangrento. Tornando o orgulho presente antes de surgir o perdão, deixando tudo mais difícil. Afinal eles dificilmente andam juntos e apesar de algumas pessoas acreditarem que para muitos ceder não é possível, é sim. 

O mais complicado é esquecer, depositar toda aquela confiança em alguém ou na mesma pessoa de novo.

Criar os mesmos laços, seguir em frente realmente. Os reflexos disso geralmente são os piores e os que a gente nem consegue evitar. Construir algo depois disso é difícil, mas não há barra que a gente não possa segurar, acredite. Esquecer os erros, palavras, todas as dores agora vai ser melhor do que carregar mágoas no coração e descontar os reflexos nos seus futuros relacionamentos.

Permita-se virar a página, dizer adeus ao sentimento. Respirar fundo, levantar dessa cama e encarrar tudo outra vez. Apesar de há pouco tempo atrás não acreditar nisso, recentemente mudei de opinião completamente e o tempo é melhor remédio. Pra perdoar, esquecer, se doar e viver! Quem sabe até arriscar algo novo, mudar os velhos hábitos aquirir novos, ser quem você quer ser e não tinha coragem. 

O mundo é tão grande. A vida infelizmente não dura tanto quanto deveria, então me diga pra que se amarrar ao ressentimento? Vai viver a sua vida.

Personagens | Semana Caçadora de estrelas #05

by - novembro 27, 2016


Oi, pessoal!

A Semana Especial de Caçadora de Estrelas continua, e hoje iremos dar destaque aos personagens que aprendemos a amar e admirar durante a leitura.

Quando lemos uma história, temos a mania de imaginar uma tal pessoa como um certo personagem... E é claro que cada um idealiza o físico do seu personagem a sua maneira.
O elenco dos personagens do post de hoje foi feito pela "criadora" deles, a escritora Raiza Varella.

Vamos conferir como a própria autora imagina seus "filhos literários"?


Eva é Blake Lively: A Eva é aquela personagem que nem é maluca (mentira! Ela é maluca sim!). Fã numero 1 de hambúrguer e Mc Donald's, tem pavor de baratas e algumas manias um pouco excêntricas. Sonha em encontrar um grande amor e sempre se empenha ao procurar por sua "estrela". Ela foi capaz de largar tudo pra trás por causa de um amor que não deu certo. Será que a Eva terá sorte em encontrar sua estrela? Será que ela precisa ir tão longe pra procurar, ou ele pode estar mais perto do que ela imagina?


Gabriel é Jensen Ackles: Muitos suspiros pra esse personagem (e pro Jensen também, é claro!) Gabriel é o melhor amigo da Eva e sempre esteve ao seu lado nas alegrias, nas tristezas, nas  decepções amorosas protagonizadas pela Eva e em todos os momentos em que ela precisa dele. Ele é aquele amigo que muitas pessoas tem vontade de ter. Definitivamente o Gabs é um dos meus amores literários e será um personagem inesquecível pra mim.


Benjamim é Jared Padalecki: E o Bem vem pra finalizar esse elenco masculino bonito! Há muitos anos atrás, ele era amigo de Gabriel e Eva, mas acabou mudando-se para Londres e não mantiveram contato. De volta para Santos, litoral de São Paulo, o Bem quer mostrar que se tornou uma pessoa melhor e quem sabe voltar aquela época que já se perdeu.



É isso, pessoal! Espero que tenham gostado do elenco que a Raiza montou com tanto carinho. Afinal foram esses rostos que ela imagina pros seus personagens enquanto escrevia. E vocês imaginaram quem para ser os personagens? Vamos adorar saber a sua opinião.


 Para adquirir o E-book de Caçadora de Estrelas CLIQUE AQUI!

Playlist do livro | Semana Caçadora de estrelas #04

by - novembro 27, 2016

Hoje o dia é especial, principalmente para a turma que adora um bom fundo musical e que ama acompanhar suas histórias com uma deliciosa trilha sonora.Certeza que o dia de hoje será ainda mais especial.

Caçadora de Estrelas é um enredo que conta com uma Playlist tão especial e encantadora quanto a história. Ao ouvir as músicas conseguimos relembrar tudo o que vivemos e tudo o que esses personagens sentiram. É como ser transportado a tudo aquilo novamente. Então vocês irão amar conhecer as músicas que para quem ainda não conhece a história, poderá preparar o coração e ter ainda mais vontade de conhecer, e para quem já conhece poderá relembrar com carinho, algumas lágrimas e sorrisos dessa história de vida, amor e superação.

Confira a Playlist do Romance:


Como não amar? Com certeza essa playlist diz muito sobre a história e realmente nos faz sentir tudo novamente e com a mesma intensidade.  Então não percam mais tempo para conhecer essa história maravilhosa.

E quem quiser ouvir a Playlist completa é só acessar o link no Spotify ou pelo Youtube.

 

Quotes | Semana Caçadora de estrelas #03

by - novembro 23, 2016
Prontos para mais um pouquinho dessa história? Hoje vamos apresentar para vocês alguns quotes e com certeza vocês irão ficar ainda mais querendo conhecera história.

Caçadora de Estrelas é aquela história com a dose certa de tudo, uma receita perfeita que inclui ingredientes prontos para nos fazer sorrir, chorar, nos emocionar e nos ensinar muitas coisas sobre a vida, o amor e sobre tudo o que vai dentro de nós.

Então se permitam viajar por essa história, conhecer esses personagens e sentir a essência de uma obra que irá ficar para sempre em nossos corações.






Apaixonante não? Só de relembrar esses trechos eu já sinto saudades da história e quero relê-la. É amor demais por esses personagens e por tudo o que vivemos com eles.

E fiquem ligadinhos pois ainda não acabou, amanhã é dia de Playlist.

Carina Rissi em Recife | Lançamentos

by - novembro 23, 2016

No último domingo dia 13, ocorreu o lançamento de Prometida quarto livro da série Perdida da autora Carina Rissi em Recife. Ocorreu na Livraria Cultura por volta das 15:00 da tarde, a livraria lotou rapidinho, era a primeira vez da autora no estado e seu livro ficou em primeiro lugar nos mais vendidos no dia.

A Carina é um amor de pessoa, atenciosa com cada leitor e muitos deles tinham quase todo os seus livros. Ganhei todos os livros dela no mochilão, já conhecia o trabalho da autora inclusive tenho várias resenhas dos livros dela pra pôr em dia por aqui, principalmente a de No mundo da Luna que se tornou meu favorito.




Não teve vlog nesse lançamento, não consegui sair de casa tão cedo e nem valia a pena gravar só dois minutos, né? 

Créditos das fotos: Thiago Britto.
*algumas fotos passaram por edição minha*

Todas as fotos estão disponíveis no facebook da editora, clique para conferir!

Tentarei fazer nos próximos, alguém ai conhece o trabalho da autora? Me contem nos comentários.

Apresentação do livro | Semana Caçadora de estrelas 02 ♥

by - novembro 22, 2016

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje será o primeiro dia para começar a conhecer essa história que é MEGA especial. Mas não se esqueçam precisam ficar ligadinhos acompanhando a semana para ficar por dentro de tudo. Teremos Quotes, curiosidades, playlist e muito mais. Posso prometer a vocês que no final do nosso especial estarão caindo de amores por essas histórias e por seus personagens e estarão loucos para começar a leitura.

Então vamos lá?


Sinopse: Após flagrar o seu atual namorado com outro cara - não, você não leu errado - e constatar que o safado tinha um gosto para homens até melhor do que o seu, Eva se arrepende por ter abandonado a família, o gato, o emprego, os amigos e até e o país para segui-lo e decide que é hora de voltar para a casa, com o rabo entre as pernas, um mau humor feroz e sem um tostão no bolso. Mas ao contrário do que imaginou não é recebida com faixas e balões, muito menos com boas-vindas e sim com mais e mais azar - como se não bastasse todas as vezes em que foi traída, abandonada pelo circo ou roubada por alguma estrela errada -, seu irmão acabou com seu carro novo, seu pai se casou, ela ganhou duas quase irmãs indesejadas, seu melhor amigo roubou seu gato e ainda de quebra arrumou uma namorada. Embora a vida em casa não esteja como deixou, Eva é obrigada a seguir em frente e lidar com a situação como uma mulher adulta. O que em seu dicionário quer dizer se embebedar, distribuir socos e grosserias a quem quer que esteja ao seu alcance e recuperar seu gato - a qualquer custo -, nem que para isso precise roubá-lo de volta. O que desconhece é que o destino iria lhe preparar uma surpresa, lhe oferecendo algo que não poderia ter, um amor proibido. Será ela corajosa o suficiente para lidar com mais um coração partido, mesmo que seja pela estrela mais brilhante do céu?

SKOOB  
Link para compra no Amazon


?? Book Trailer ??


Agora para vocês perceberem um pouquinho do que vem por aí com essa história e as emoções que ela irá nos fazer sentir, confiram a opinião de uma das leitoras que já conferiu!

Cinthia Freire

Hoje venho falar de uma história que mexeu comigo de uma forma muito especial. Quando a Raiza Varella me pediu para fazer a leitura crítica de Caçadora eu já tinha uma ideia do que me esperava nas páginas daquele arquivo. Já sabia que viria chumbo grosso pela frente e acima de tudo sabia que poderia barganhar mudanças, afinal de contas era uma leitura critica.  Mas o que eu não sabia era o quanto esse livro mudaria minha forma de olhar a vida. 
Caçadora de estrelas conta a história de um amor puro, aquele amor que nasce sem que a gente sinta, que se instala em nosso peito, que faz morada em nosso coração e quando menos se espera ele toma conta de tudo.
Isso é o que Gabriel ( Ah Gabriel... ) faz com a vida da egoísta, mimada, insuportável e chata Eva (sim eu odiei a Eva a principio).
Eva tem uma obsessão em encontrar o amor da sua vida e na ânsia de acertar ela erra feio. Tão feio que chega a ser cômico e é nesse ritmo de chick lit que Raíza nos apresenta essa história. Antes de ler Caçadora só existia um livro que havia me feito chorar de tanto rir e depois de tanto sofrer e esse livro foi Perdida. Achei que isso nunca mais aconteceria... como fui tola. 
Ri das tragédias amorosas de Eva, xinguei todas a suas próximas gerações, suspirei de amores por Gabs e me diverti com essa família maluca. Os capítulos foram passando e o riso foi diminuindo, dando lugar a um apertinho no peito enquanto eu observava a transformação na vida dessa garota. E então ela encontrou... Não na verdade nós encontramos a estrela, porque ao finalizar a leitura percebi que eu também sou um pouco Eva. Todos nós somos. Enquanto estamos em uma corrida desenfreada em busca de encontrar aquilo que "achamos" ser o que nos faz felizes perdemos tempo e deixamos de perceber o que realmente tem valor.
Uma história linda sobre amor, família, descobertas e crescimento.
Mais uma das histórias que nos fazem encher o peito e dizer com orgulho MADE IN BRAZIL.

Quanto a Eva? Ela me ensinou que a vida as vezes não segue o rumo que desejamos, mas é ai que está a magia, se tudo fosse perfeito, jamais encontraríamos tempo para encontrar a nossa estrela ??

Cinthia Freire, também é autora.  Conheçam suas obras no SKOOB.


Pois é, por hoje é tudo o que vocês irão saber. Então fiquem ligadinhos que amanhã, e depois, e depois, tem mais, MUITO mais dessa história linda.

Semana Caçadora de estrelas | 01

by - novembro 21, 2016


Oi pessoal, tudo bem?

É sempre um prazer enorme quando fazemos uma Semana Especial, afinal é especial demais falar dos autores que mais amamos e admiramos, mais perfeito ainda é falar de suas histórias que tanto nos emocionam, modificam (sempre para melhor, claro) e que serão para sempre inesquecíveis em nossos corações.
Com Raíza Varella é assim. Ela tem o dom de nos fazer rir, chorar, emocionar, destruir nossos corações, pegar os pedacinhos dele e tentar reconstruir... Tudo isso em um virar de páginas.

Suas histórias são cheias de emoções, sensações, diversos sentimentos que parecem uma verdadeira avalanche dentro de nós. Quem não gosta de histórias assim? Então se sua resposta é sim, você precisa conhecer as obras da Raíza, TODAS, sem exceção, mas nossa semana de hoje terá uma história em especial: Caçadora de Estrelas, uma das histórias da Rah que mais emocionou os leitores e nos ensinou muitas coisas. Então um pequeno aviso para você leitor: Se estiver pronto para chorar e ter o seu coração partido em mil pedaços em formato de estrelas, embarque nessa viagem, e se não estiver embarque mesmo assim, a autora promete uma consulta com a melhor psicóloga que já existiu, nossa amada Eva Donatella Marinho, a querida personagem de Caçadora de Estrelas.



Raiza Varella nasceu em São Paulo, Capital. É apaixonada por livros e animais quase tanto quanto é apaixonada por Supernatural, Dr. House e fast-food, quase! Tem preferência por finais felizes e ainda teima em acreditar em abóboras e fadas madrinhas, tanto que decidiu escrever seus próprios contos de fadas. O Garoto dos Olhos Azuis, seu romance de estreia, provou que ela tem a fórmula perfeita para mesclar comédia e romance no ponto certo para agradar do começo ao fim. Formada em Direito e fissurada por amores impossíveis, mora na cidade natal com o marido e o filho, um cão e uma gata dotados de personalidades próprias e muita criatividade para o mal.

SKOOB da autora
Autora no FACEBOOK

Grupo dos leitores no FACEBOOK

Os leitores que já conhecem a Raíza são unânimes, como bem dito na biografia da autora ela é "perfeita para mesclar comédia e romance no ponto certo para agradar do começo ao fim", só faltou dizer aí a parte da emoção, emoção essa que sempre leva um pedaço do nosso coração embora e nunca mais recuperamos. Seus personagens são cativantes e é impossível não se apaixonar por todos eles, mesmo quando queremos odiar alguns.
A Trilogia Encantados arrebentou de sucesso na bienal, os leitores que já conheciam não perderam a oportunidade de abraçar a autora e os que ainda não conheciam, se encantaram com obra e autora (com o perdão do trocadilho rs).

Os dois primeiros livros já foram lançados, o livro 3, O Garoto Que Eu Abandonei tem previsão para início do ano que vem, então aproveitem. É uma trilogia mas vocês podem ler de forma independente, não são continuação entre si, mas o legal é começar pelo O Garoto dos Olhos Azuis, pois em O Garoto Que Tinha Asas temos de volta também os personagens do primeiro livro, afinal essa família não poderia nos abandonar.

Enquanto Seus Pés Não Tocarem o Chão por enquanto está disponível no WattPad, e se vocês amam um romance mesclado com todos os ingredientes da Raíza, mais o adicional do mistério vão amar essa história, mas preparem os lencinhos.

O Último Adeus é um conto disponível na Amazon e fará vocês conhecerem um pouquinho da escrita maravilhosa da Raíza.

E claro finalmente a história que é o motivo (no momento pois a ideia é fazer vários especiais com todas essas histórias lindas) de nossa Semana Especial.
Caçadora de Estrelas.

Mas como hoje é só a apresentação da autora e das outras obras, vocês terão só um "tira-gosto" rs.



Então por hoje é isso pessoal. Fiquem ligadinhos que amanhã vocês já poderão conhecer um pouco mais sobre o livro e acompanhem todo o especial, afinal tem muita coisa linda vindo por aí.

Compartilhe o seu sentimento. | Escritos

by - novembro 21, 2016
foto: deleedela (acessem esse blog, por favor!)
Leia ouvindo: O amor venceu - Ana Canãs


Talvez por já ter perdido muitas coisas nessa vida e por ter voltado atrás várias vezes, nunca consegui entender essa famosa guerra de desinteresse no outro. De não demonstrar de fingir menos, evitar sentimentos. As coisas são tão bonitas quando crescem sozinhas naturalmente e tomam seu curso, não é?

Evitar sentimentos nunca foi o meu forte por mais que eu tentasse. (E olha, eu tentei!) De todas as formas possíveis, pensáveis e que poderem ser descritas. Fugia dos caras que gostava, nunca demostrava interesse e sempre acabava de coração partido.

No final nunca entendia o porque de sempre fracassar nos meus relacionamentos. Até fazer uma autoanálise e descobrir que por mais que sejam clichês esses textos, frases e músicas sentimentalistas, sempre amei todos. Porém sempre achei que estava "errada" por gostar, achar bonito, tocante e fazer daquilo parte de mim. Escrever textos na última página do caderno, preencher o nome de alguém de corações. Sempre foi comum pra mim, entretanto graças a diversas fases da minha infância e por parte da minha adolescência tentei ocultar isso, atuar por parte de mim. E mesmo que estivesse chorando por dentro, estava inviolável por fora. 

Essa guerra de desinteresse afetou minha forma de demostrar sentimentos, achar estranho me doar, ouvir, escutar e viver de verdade um relacionamento. Talvez seja por isso que nas poucas vezes que tentei manter um relacionamento foram falhas ou só não fosse pra ser naquele momento. Analisar tudo isso me fez perceber que não há de em errado demostrar sentimentos, se importar com a alguém, ser atenciosa, delicada e paciente com quem gosto seja quem for. 

Não mostrar-me interessa era o problema, se você gosta da pessoa fale pra ela(e).

Ninguém é capaz de adivinhar sentimentos do outro, tão pouco de prever o futuro. As palavras por mais que muitas vezes machuquem quando usadas de forma errada ainda são a melhor forma de dizer o que sente por alguém, pare de guardar pra si. Não seja tão egoísta. Compartilhe o seu sentimento por alguém.

Novembro, 9 | Estante

by - novembro 10, 2016

Nome: Novembro 9.
Autora: Colleen Hoover.
Editora: Galera Record.
Páginas: 351 páginas.
Classificação: 
Onde encontrar: Amazon | Cultura | Saraiva | Submarino


Sinopse: Fallon é cheia de cicatrizes e apesar de serem externas, nada se comprar como sente-se por dentro. Um terrível acidente mudou sua vida, sua carreira como atriz. Decida a mudar-se para Nova York, tem um encontro com seu pai, mas um rapaz inesperado acaba se envolvendo nesse encontro. Se mudar e encontrar a si mesma, era o que mais queria, mas talvez ainda deva voltar à sua cidade todo ano em 9 de novembro para dividir como está sua vida e encontrar o Ben.

Fallon ainda está muito frágil mesmo depois de dois anos do acidente que estragou sua careira como atriz, por mais que negue no fundo sabe que a indústria cinematográfica vive de imagem. Decidida a dar um novo rumo a sua carreira, está prestes a se mudar para Nova York, mas antes precisa encontrar seu pai. Nesse encontro algo inusitado acontece, um rapaz que se envolve com ela no mesmo instante que sorri para a mesma. 

Em poucas horas ambos se afeiçoam um pelo outro e prometeram que vão se encontrar no mesmo horário e data no ano que vem. O Ben é escritor e diz que irá transformar história deles num livro. Anos se passam e os encontros acontecem, mas vários desencontros e buracos no meio dessa história também, seria um romance real ou apenas mais um livro daqueles que podemos suspirar no futuro? Fallon se pergunta isso após descobrir que talvez ela seja só mais uma personagem na história de Ben o escritor.


Minha opinião:
De todas as palavras que queria para colocar nessa resenha, nunca encontro uma que esteja a altura desse livro. Acho que só senti sensações parecidas em Fazendo meu filme da Paula Pimenta que é uma história que tocou meu coração demais. Além de poética, linda, dolorosa é maravilhosamente bem escrita. É como disse no skoobA sutileza com que a Colleen escreve palavras que dilaceram meu coração e que me fazem ainda assim, não querer largar o livro é única, acredito que tenho uma nova autora favorita.

Depois desse livro não tenho dúvida que será difícil encontrar alguém descreva melhor sentimentos do que essa mulher, que empatia esplêndida. Ainda não parei de reler as partes favoritas desde que terminei, nunca solucei tanto desde A culpa é das estrelas. Lindo, poético, esplendoroso e detalhista. Esse é um daqueles livros que vai me marcar para sempre.

Se vocês tiverem oportunidade de ler, apreciem cada palavra, sofram com cada uma delas. Chorem quando necessário, porém aproveitem a leitura de todas as formas possíveis. Muitas coisas nesse livro definiram vários momentos da minha vida que nunca pude pôr em palavras, isso é o mais legal dos livros sabem? Traduzir momentos sejam eles bons ou ruins em frases curtas e diálogos clichês do cotidiano.

Esse livro também tem uma sica especial composta para ele, a autora tem uma parceria com músico e surgiu está linda canção, apreciem:



Citações favoritas:
O problema é que não há nada que alguém possa dizer para magoar um homem sem coração.
Quem que tenha dito que a verdade machuca estava sendo otimista. A verdade é uma filha da puta que provoca uma dor excruciante.
Você nunca vai conseguir se encontrar se estiver perdida em outra pessoa.
Se o casal fica ou não junto no fim do livro não determina se é um final felizou não.
O que está acontecendo com meu coração nesse exato momento é relevante demais para se negado
Nenhuma combinação de palavras poderia fazer justiça a este momento.

Já leram Novembro, 9 ou algum outro livros da autora? Me contem nos comentários.