Desculpe, mas eu tenho que ir | Escritos

by - sexta-feira, outubro 07, 2016



Nem sempre é fácil ir embora. 

Arrumar as malas, limpar as gavetas e dizer pro coração que é hora de ir. É doloroso tomar partido, principalmente quando é pro fim. Abrir a porta mesmo que seu coração queira ficar, quando já não é tão feliz nem sempre o outro tem coragem de ir. E quando vai, sente-se culpado. 

"Por que o fim?" "Nós não poderíamos tentar outra vez?" "Certeza que é o que quer?" "Se essa é a única saída, então que seja" Dizer que foi o melhor e o certo, só dura poucas semanas. Convencer a si mesmo que foi a melhor saída também. Leva um tempo para que saudade passe e os sentimentos bons fiquem. Que vê-lo outra vez não seja como um soco no estômago, as pernas de gelatinas voltam e umas pontadas de saudade num domingo à tarde onde costumavam ficar juntos até o fim dia.

Os transtornos normais de um fim da relacionamento, mas que todos especulam que o sentimento não acabou. Pode ser só saudade, porém o que fazer quando não há certa reciprocidade? 

Quando você é único lado do fim que não conseguiu ser feliz outra vez.

Desprenda-se o ditado é popular, porém se encaixa facilmente com a vida: Se fosse mesmo bom, a gente não teria dado um fim. É até engraçado escrever isso, sou a pessoa mais apagada a lembranças que existe, mas é justamente por isso que aconselho a deixar o passado de lado. Lembranças boas quando usadas nas horas erradas podem impedir um sentimento novo de existir, podem impedir que siga em frente.   

Respeite o que tiveram, aprenda com tudo! Inclusive os erros bobos. A melhor maneira de dizer adeus é respeitando que tiveram e indo em busca de algo novo ou simplesmente deixar alguém entrar, arrumar bagunça fazer sala e ganhar seu coração. As melhores coisas do mundo não são coisas, são pessoas. Um blogueira que eu admiro muito escreveu isso num livro, reflito isso até hoje. Olhe em volta e veja quantas pessoas entraram e saíram da sua vida até hoje, muitas né? Todas elas deixaram de alguma forma algo bom ou ruim que provavelmente contribuiu para quem tu és agora. 

Você também pode gostar de

0 comentários