Estante: Um ano inesquecível.

by - sábado, dezembro 19, 2015

Oi gente, tudo bem? A resenha de hoje é do livro mais queridinho desse ano. Um ano inesquecível, foi um dos mais vendidos que permaneceu por semanas na lista da Veja. Contando com quatro contos das mais famosas autoras no momento, o livro contém contos sobre as estações do ano.


Nome: Um ano inesquecível.
Autoras: Babi Dewet, Bruna Vieira, Paula Pimenta e Thalita Rebouças.
Páginas: 397 páginas.
Editora: Gutenberg.
Classificação: 

Sinopse: Uma história de amor, música, um pouco de verão, uma pitada de outono e um pouco de neve. Quatro contos narrados por autoras diferentes, em estações do ano diferentes. O Inverno pode trazer muitas surpresas a Mabel, amor e neve talvez podem ter virado sinônimos. O Outono é sempre igual as folhas caem no quintal, como diria Sandy & Júnior. Ana Júlia vai descobrir que a música move pessoas e apaixona outras. E como diria Ed Sheeran: People fall in love in mysterious ways. A Ana Júlia vai descobrir que amor e música andam sempre juntos. Na primavera as flores florescem mais bonitas, algumas pessoas acreditam que florescem assim graças ao amor. Mudar é preciso, A Jasmine vai mudar o rumo do destino, e descobrir que a vida acontece entre um e outro episódio da sua série favorita. O verão traz consigo o carnaval, amores de carnaval nem sempre tem o mesmo destino no final. Um dia de folia, é o suficiente pra descompassar a o coração da Inha. Contrariando os amores carnavalescos, esse vai durar mais que 4 dias.
"Sinto te avisar, mas isso tudo é da boca pra fora...Isso só vai durar enquanto a neve cair."


Os quatro contos são ótimos e lhe darão um leitura agradável, bem leve e engraçada. O primeiro é escrito pela Paula, se passa no inverno e a personagem principal é a Mabel. Uma viagem com os amigos ou com a família? A maioria dos adolescentes escolheriam os amigos sem pensar duas vezes. A Mabel não tem escolha,  tem que viajar com seus pais pro Chile. O que ela não esperava é que a neve e amor fossem sinônimos, essa viagem lhe renderá boas reflexões e talvez um novo amor. 
"Tenho a intenção de passar todos os invernos junto com a Mabel. E, sempre que possível, as outras estações do ano também."

No conto de Outono Babi me fez ser mais apaixonada ainda pelo que ela escreve, citando o meu amado Ed Sheeran. A Ana Júlia é uma garota bem reservada e que não gosta de música, vai descobrir as boas sensações que a música traz e desvendar alguns mistérios que ela mesma não sabia que tinha. Com um pouco de boa música e um cantando Los hermanos, pode até parece clichê, mas um coraçãozinho vai se amolecer mesmo odiando a música. Eu já li outras história da Babi, mas confesso que estava com saudade de ler um pouco mais da autora.
"Ainda de olhos fechados, deu tudo de si para mostrar às pessoas que a música poderia ser assim: um retrato do que diz o coração."

Na primavera os sentimentos florescem, as coisas mudam de rumo e com a Jasmine não vai ser diferente. Matemática é sempre um problema pra muitas pessoas, ela está no terceiro ano e está quase repetindo por causa de matéria. Seu professor de matemática lhe indica um professor particular, porém os número de colocados de maneira certa, podem não só fazer um calculo estar certo. Entre um e outro episódio da sua série favorita, a vida acontece e talvez não é preciso ir pra hogwarts encontrar magia, só um novo amor. 
"O amor é como um jogo que você entra sabendo que vai perder, mas ainda assim é divertido tentar, só pra ter certeza."

O verão traz o carnaval consigo, quatro dias de folia ao lado das amigas pode ser incrível. Os amores de carnaval são os mais intensos, porém os menos duradouros. A Inha vai conhecer um cara que vai descompassar seu coração mais que bateria de uma escola de samba, porém alguns conflitos mal resolvidos e a vida pessoal desse rapaz podem atrapalhar o romance. Este foi o conto que eu menos gostei, eu amo a escrita da autora. Mas o enredo em si, me pareceu meio forçado, talvez seja só impressão minha, contudo a história não me convenceu. 

"Nunca mais me aproximaria, já que agora sabia que amar era sinônimo de sofrimento."

Dei 4 estrelas ao livro por esse conto, Espero que tenham gostado a resenha. Já leram Um ano inesquecível? Me contem nos comentários!  

Você também pode gostar de

0 comentários