Escritos: O aeroporto que se tornou meu coração.

by - novembro 29, 2015


Leia ouvindo: Skank –Esquecimento.

Ás vezes pessoas entram no nosso caminho e mostram o quão somos melhores sem elas. Não me levem a mal, não que eu seja mal agradecida ou coisa do tipo. Eu só cansei dessas entradas e partidas relâmpagos.

Como dizer ao coração de forma sensata: “Ei, não se apega, não, hoje ele te quer, mas amanhã vai largar mão.” Existe uma fórmula secreta pra dizer isso?

Entre chegadas e partidas do aeroporto que se tornou meu coração, eu fui aprendendo que algumas pessoas por mais que você tenha sentimentos fortes por elas, é impossível prendê-las na sua vida com um cadeado. É como prender pássaros em gaiolas, uma hora ele vão se cansar de estar presos e vão querer fugir.

Não se atenha e nem se deprecie quando alguém for embora. Somos todos livres para seguir seus caminhos e descobrir novas pessoas, novos lugares, sensações e sentimentos. Às vezes precisamos descobrir quem somos e depois descobrir o queremos ser com alguém.


E a vida vai passando, o dia já está clareando e quando a gente vê tempo passou muita coisa mudou e as chegadas e partidas o vento levou.

Escritos: O destino prega peças, não é mesmo?! - O novo M.

by - novembro 26, 2015





Foi inesperado, eu confesso. Mas estou me apegando rápido demais e tenho medo. 


Esse M me faz sentir coisas novas mesmo longe. Esse M me faz reagir a sentimentos mesmo há pouco tempo. Esse M me faz pensar mais em mim, no quanto deveria tê-lo encontrado antes. Esse M parece diferente, apesar da semelhança em também ser M do mesmo jeitinho, esse M é outro indivíduo. E a diferença foi perceptível desde o primeiro momento. Expectativas demais? Talvez.


Manhã, tarde e noite, se der — e sempre da — estamos compartilhando momentos. A pesar de termos tempo para se conhecer melhor, sinto-me em uma bomba relógio. Parece que se as nuvens que ameaçam cair não caírem logo ou simplesmente seguir viajem, irei explodir antes do que esse TIC TAC. 


Sua delicadeza, sua atenção, sua timidez, seu eu. Passei pouco tempo no “ao vivo e a cores” com M, mas seu jeito me encantou. Remendou-me. Nos nossos poucos minutos. Vivemos o agora online e espero ansiosamente que saiamos disso — espero mesmo.


Não devo criar expectativas a esse M, mas é quase inevitável, incontrolável. Possa ser que não exista um Eu & M, mas fico feliz em saber o quão bom de pessoa M é.



— “M... Espero não me machucar. Na verdade que ninguém fique assim. Está sendo bom e eu estou curtindo muito tudo isso. Por enquanto só tenho a dizer...


... Kiss me on the mouth and set me free
Sing me like a choir
I can be the subject of your dreams
Your sickening desire
Don't you want to see a man up close?
A phoenix in the fire

So kiss me on the mouth and set me free
But please, don't bite.”

BITE – Troye Sivan

Escritos: Apesar de tudo, sou grato.

by - novembro 22, 2015





    É engraçado, mas talvez as pessoas não saibam o quanto sou grato a elas. Não, não é sobre gratidão o texto de hoje. É sobre a falta de algumas pessoas, algumas rotinas, de um ciclo que acabou e o quanto também sou grato às pessoas que agora deixei para trás, no qual no começo eu achava que não haveria possibilidades de sentir falta. Talvez não seja pelo que elas representam de fato, mas sim ao pouco de bom e de ruim que eu aprendi com elas.

    No começo tudo, mas tudo mesmo, era flores. Não poucas flores, mas flores multiplicadas por mil. Acho que toda essa multiplicação não passou de euforia. Tudo pareceu destruído em um pouco mais de um mês.

    Éramos cinquenta, e isso torna tudo ainda mais complicado. Tudo indicava que não passaríamos mais de dois anos unidos. E foi o que se sucedeu. Rachamos, e os cinquenta se dividiram em polos de amizades. Verdadeiras? Talvez. Durou? Nem tanto. Reconstruiu-se? Sim, com novos e velhos personagens; uns nem voltaram e tudo parecia ser melhor.

     Uma coisa que aprendi é que as coisas sempre tem como piorar, não importa quão mágico, não importa quão feliz seja. Outra coisa melhor ainda é que sempre, sempre mesmo, temos como mudar a situação, basta tomarmos controle da situação e todas às vezes podemos fazer isso.

    A parte da rachadura onde me encontrava era dividida por seis indivíduos. Mas no final restaram três. Foram melhores esses três, claro que foi. Já dizia o ditado, quantidade não é qualidade. Hoje esses três jogam um jogo que se chama verdade, cumplicidade e amizade. Nada melhor não é?! Talvez. Esse jogo é delicioso e me sinto em paz, em harmonia. Nesse caso, quanto mais melhor. Esse jogo é jogado por poucos e se mais e mais pessoas o fizessem, as coisas hoje seriam melhores. Mas não é assim. As regras do jogo são duras.

    Fim do percurso. Ninguém é mais obrigado a está lá, estar ali. Feliz? Nem tanto. No fim do percurso só sobraram quinze dos cinquenta e mesmo assim as coisas não pareciam mais fáceis. Na despedida ás pessoas nas quais não fazia mais questão de ver, descobri em mim um sentimento novo. O da perda. Não importa o quanto deixei de ser íntimos das pessoas ao redor, doeu do mesmo jeito. Cada um teve força o suficiente para poder abraçar uns aos outros. Mas para mim era um pedaço dolorido que saia e deixava marcas, buracos. Nunca me sentir daquele jeito. Comecei a imagina, na hora, como seria maravilho se todos tivessem construído uma amizade de verdade e nunca tivessem levantado as armas, declarando guerra pelo quer que seja. Dava para ser melhor.

    Apesar de tudo pude aprender com cada um que esteve ou já passou ali. Uma cara feia, um comportamento, um abraço verdadeiro, depois a falta desse abraço, as confusões de sentimento, a coragem para gritar pelo o que acha certo, os comportamentos mais inusitados, os momentos de risos, os desconfortos, as piadas, os conselhos, a falta desses conselhos, a falta de tato, a falta de julgamentos, os julgamentos precipitados, as escolhas, tudo. Só me restava absorver tudo. Aprendi muito e ainda agradeço. Espero reencontrar todos, um dia, em um estado de espírito melhor do que o da caminhada e o da despedida. 

Thank you for being part of my life.

Escritos: E eu continuei a viver, meu bem.

by - novembro 22, 2015

Leia ouvindo: Cronograma - Zimbra

O tempo me tirou várias coisas. Uma delas foi você, uma pena a saudade não estar inclusa no pacote. As noites sem dormir e os textos tristes teriam todos sidos jogados fora.

Teria me livrado das lágrimas, evitado saudade e toda a avalanche de sentimentos. A música tocava e um certo refrão refrão ecoava na minha mente:

"Mas só não vai dizer pra mim que o cronograma atrapalhou sua direção..."
Os horários diferentes, a rotina complicada. Parece até que tudo colaborou pro fim. Mas no cronograma do meu coração te tirar dos horários e dos meus pensamentos foi complicado.

Dava até pra notar, pois parecia que tinha "saudade" tatuada no peito. Contudo a rotina, o tempo e um amor do passado me levaram os vestígios de você. E por fim eu me perdi, mas me perdi sem você. E na imensidão que a gente chama de mundo eu encontrei aconchego pro coração.Tu se fosse e bem eu continuei a viver, meu bem.

10 Quotes de Fazendo meu filme ♥

by - novembro 16, 2015

Oi gente, tudo bem? Então eu já fazia isso há uns dois anos atrás no blog e dava um super sucesso e fazia o maior sucesso. Uma menina veio esses dias falar sobre no facebook e decidi fazer um post para matar a saudades. 


 Mas é que, de repente, eu me toquei que essa carta poderia ter a cena final do meu script e que, se eu não lesse a tempo, o final não poderia ser tão feliz quanto merecia.  - FMF 1.


Eu sorri pra ele no meio das minhas lágrimas, ele sorriu de volta e eu percebi que ele estava certo. Aquilo era só o trailer. Agora era que o filme realmente iria iniciar.- FMF 1.   

Devemos dar um chance para felicidade em qualquer lugar onde estejamos.- FMF 2. 
As "dores de amores" irão te acompanhar para sempre.Não sofrer significa não amar. Quando entregamos nosso coração para alguém, estamos atestando que não somos mais os únicos responsáveis por ele, nossa felicidade passa a estar nas mãos de outra pessoa.- FMF 2.
Caso sirva de alguma coisa, saiba que no vestibular do meu coração você tirou o primeiro lugar.- FMF 3. 
Com alguém numa cidade, ensolarada, com pessoa novas e sonhos que você nem sabe que existem ainda.- FMF 3.

Não se preocupe com o que está deixando pra trás. Certas coisas vão e voltam em nossa vida. No momento certo, elas ficam.- FMF 3. Nos filmes, geralmente, os amores do passado só reapareceram para que a protagonista entenda o quanto o amor atual vale a pena.- FMF 4.

Se eu não tivesse vivido tudo o que vivi, hoje seria  uma outra pessoa. E pode parecer falta de modéstia, mas eu realmente gosto de quem eu sou.
- FMF 4.

Ela queria fazer as pessoas sonharem. Bem, ela já fazia isso. E muito antes de se formar em cinema.
 - FMF 4.
Espero que tenham gostado do post, tem algum livro para sugestão? Me digam nos comentários. Tenham uma boa noite leitores! ♥ 

Dica: três livros para ler em um dia.

by - novembro 14, 2015




imagem: ESCRITOS E LIVROS

    E aí pessoas! Tudo bem com vocês? Espero que esteja tudo ótimo. Espera! Está sem tempo para ler? Quer ler boas histórias e por causa do tempo não ler por se sentir muito preso a elas, por serem muito longas? E acabam desistindo? Migos e migas se acalmem. Hoje vou tentar ajuda-los da melhor forma, ok?!
    Bem, tendo em vista a grande falta de tempo nesse fim de ano, seja por vestibulares, conclusão de cursos, fim do ensino médio ou seja lá o por quê, venho trazer-lhes três livros que podem ser lidos em um dia, ou até mesmo horas. O autor que vou lhes indicar é um dos que mais gosto. Senhoras e senhores, com vocês: Sidney Sheldon.

 
imagem: RETIRADA DA INTERNET

    Os três livros que serão indicados por mim foi adquirido como um Box em versão econômica. Apesar de não gostar de versões econômicas, por vários motivos, a qualidade desses livros não deixa a desejar. Bem diagramado, tamanho de letras moderados e compacto o suficiente para carregar a onde quiser.



imagem: RETIRADA DA INTERNET
A PERSEGUIÇÃO

     Com a morte de seus pais em um acidente aéreo nos Estados Unidos, o jovem Masao Matsumoto herda uma grande fortuna. Ele viaja imediatamente para os EUA e lá descobre que alguém pretende eliminá-lo para se apossar de sua herança. Então, Masao dá início a uma fuga desesperada por um país estranho, onde uma nova ameaça o espreita a cada instante.
    Para escapar da perseguição, o órfão vai precisar de coragem e inteligência para vencer um jogo em que qualquer indecisão pode ser fatal. A perseguição é mais um romance de suspense e emoção do consagrado autor de sucessos como O outro lado da meia-noite e Conte-me seus sonhos.
Paginas: 236 | Editora: Record | Ano de publicação: 2011


 
imagem: ESCRITOS E LIVROS





imagem: RETIRADA DA INTERNET
O ESTRANGULADOR
 
    Um perigoso maníaco vem desafiando as mais brilhantes cabeças da Scotland Yard. Não deixa rastros. Exceto uma intrigante coincidência: o criminoso só ataca em dias de chuva.
    O sargento Sekio Takagi está desesperado. Não há tempo a perder. Precisa Urgentemente desvendar o quebra-cabeça mais terrível de sua carreira. nesse momento, o boletim meteorológico anuncia: "chuvas ao final da tarde sobre a capital inglesa..."
    É dado o sinal para mais uma arriscada caçada humana, que só o mestre Sidney Sheldon é capaz de criar. O leitor acostumado a muito suspense e emoção, com os consagrados Corrida pela herança e A perseguição, irá viver em O estrangulador surpreendentes momentos de ação e suspense. Nesta audaciosa aventura, o tempo é precioso e cada segundo pode ser fatal.

Paginas: 178 | Editora: Record | Ano de publicação: 2011 
imagem: ESCRITOS E LIVROS





imagem: RETIRADA DA INTERNET
OS DOZE MANDAMENTOS

    Moisés desceu da montanha com duas tábuas de pedra nas quais estavam escritos os Dez Mandamentos da lei de Deus, conta a história sagrada. Mas o escritor Sidney Sheldon viaja ao passado para revelar um segredo: na verdade, são doze mandamentos.
    E, em vez da punição aplicada a quem não cumpre essas leis, os personagens de Sheldon recebem grandes recompensas, tornando-se ricos, famosos e felizes. Um padre transgrede duas regras. Um homem azarado infringe o quarto mandamento e enriquece. E um religioso mata sua sogra.
    Uma sátira divertida do autor de sucessos como 'O outro lado da meia-noite' e 'Conte-me seus sonhos'.
Paginas: 248 | Editora: Record | Ano de publicação: 2011

 
imagem: ESCRITOS E LIVROS




UM POUCO SOBRE O AUTOR

imagem: RETIRADA DA INTERNET
Sidney Schechtel (Chicago, 11 de fevereiro de 1917Rancho Mirage, 30 de janeiro de 2007), mais conhecido como Sidney Sheldon, foi um escritor e roteirista norte-americano. Durante sua vida, Sheldon publicou dezoito romances; todos alcançaram a lista de mais vendidos do jornal The New York Times. Eles totalizaram mais de 300 milhões de cópias vendidas, com traduções para 51 idiomas, distribuídos em cerca de 180 países, por esse fato, ele é considerado "o escritor mais traduzido do mundo" pelo Guinness. O escritor também é creditado por 250 roteiros televisivos, seis peças para a Broadway e 25 filmes.
    Sheldon sofreu de transtorno bipolar, chegando a tentar o suicídio aos 17 anos. Ele faleceu em 30 de janeiro de 2007, aos 89 anos, devido a complicações causadas por uma pneumonia. Estava no Eisenhower Medical Center, em Rancho Mirage, nas proximidades de sua residência em Palm Springs, ao lado de sua esposa Alexandra e sua filha Mary. Foi então cremado e suas cinzas enterradas no cemitério Westwood Village Memorial Park.

    Bem gente, não se assuste com o número de páginas dos livros. Como já citei é em versão econômica e bem mais portátil que uma versão de brochura, mesmo assim não perde em qualidade — um bom trabalho da Editora Record. A leitura de fato te deixa preso, de forma agoniante e aflita, de forma a querer acabar o livro o mais rápido possível para ver o final. Agora me digam, o que acharam das indicações? Gostou mesmo do post? Compartilhem com os migos. Se quiserem comentar fiquem a vontade. Até a próxima!