#ProjetoLeiaUmNacional: Apresentação e conheçam a primeira entrevistada!


Olá leitores, como estão? Passei minha última semana de férias planejando algo incrível para o blog, até que surgiu a ideia desse projeto. Corri pro computador e enviei vários e-mails e fiquei muito feliz por obter resposta de alguns autores na hora e surtei, não podia contar nada me nenhuma rede social então guardei pra mim e pulei de alegria pelo meu quarto. 

É com muito prazer e alegria que eu venho apresentar a vocês o projeto#LeiaUmNacional consiste me entrevistar vários escritores e apresentar o trabalho deles a vocês. 



A nossa primeira entrevista foi a Larissa Siriani que é uma autora muito fofa e atenciosa e eu amei entrevista-lá. Aqui estão as perguntas e as respostas dela:


PROJETO LEIA UM NACIONAL – ENTREVISTANDO ESCRITORES NACIONAIS – Larissa Siriane. 
1º Por que decidiu se tornar escritor?  
Não foi bem uma decisão, e sim um sonho de muito tempo que resolvi tornar realidade. Já escrevia há muitos anos quando, em 2009, resolvi arriscar a publicação independente. Eu tinha que começar de algum lugar, certo?


2º Qual sua maior inspiração para escrever?
A vida. Eu presto atenção em tudo que acontece e em todas as pessoas que encontro, e isso acaba se mostrando nos livros que escrevo. Todas as pessoas que cruzam a minha vida e tudo que já aconteceu comigo e com elas está, de alguma forma, nos meus trabalhos.


3º Já teve uma fase de bloqueio criativo? Se sim como foi que consegui sair dela?
Já, várias vezes. Em geral eu só espero passar. Não acho saudável ficar tentando tirar leite de pedra, sabe? Mas também me estimulo lendo, escrevendo textos curtos sem compromisso, e, principalmente, tentando não ficar muito tempo sem escrever, pra não me distanciar muito do texto.


4º Você acredita que as pessoas estão se tornando leitores mais cedo hoje devido ao mercado literário estar bem variado? 
Sim, e ainda bem! Com a aceitação e o espaço maiores pros livros jovem-adulto, aquele público na sua faixa de 10 a 13 anos que antigamente tinha só a série vagalume e Harry Potter pra chamar sua atenção tem mais e mais opções de livros feitos especialmente pra eles, e isso ajuda muito a estimular o gosto pela leitura. Mas também é papel dos pais e das escolas fazer com que os pequenos se interessem. Afinal, o livro pode muito bem existir e nunca cair nas mãos certas, né? É um trabalho em conjunto.


 5º Qual seu escritor favorito e por quê?
Tenho vários, mas no top 3 estão Markus Zusak, J.K.Rowling e Meg Cabot, pela mesma razão: eles conseguem me envolver e me cativar nas suas narrativas e através de seus personagens. Não se trata apenas de serem boas histórias, mas de um conjunto bem feito. Eles são o tipo de autor que me inspiram a seguir na profissão.


6º Gosta de produzir ouvindo música? Se sim quais?
Não muito. Eu gosto de relacionar músicas aos livros depois que o material está pronto, mas pra escrever, meu negócio é silêncio mesmo.


7º Hoje em dia os jovens vem cada vez mais devorando livros e mais livros, No futuro acredita que boa parte da nossa sociedade vai adotar o hábito da leitura com mais facilidade?
É uma previsão a longo prazo meio difícil de fazer, mas se o crescimento dos últimos anos é prova de alguma coisa, é de que tudo está mudando. Sou otimista. Acho que vai chegar um tempo, e ele nem está tão distante assim, em que seremos uma nação que lê.


8º Qual sua relação com seus leitores?
É incrível. Eu desenvolvi um relacionamento muito próximo com a maioria deles. Gosto de dar espaço pra que eles conversem, interajam, estejam presentes em tudo que eu faço. Mais do que isso, ter leitores é imaginar como aquelas pessoas vão reagir ao que você está trabalhando. Mais de uma vez já me peguei escrevendo uma cena e pensando em como tal pessoa reagiria, ou os comentários daquela outra... é uma sensação muito gostosa.


9º Sei como é maravilhoso para um escritor ter seu trabalho reconhecido, Como foi saber que livro seria publicado?
Todas às vezes foram incríveis, mas o último contrato que assinei – pro meu próximo livro, que sai pela Editora Verus – foi especial. Eu acordei com a minha agente me ligando pra dar a notícia, e fiquei uns dez minutos gritando e chorando, sem conseguir acreditar. É uma coisa pela qual batalhei por muitos anos, e agora finalmente está aqui. Não tenho palavras pra isso.


10º Faça ma lista dos seus 5 livros nacionais preferidos.
Uau, que difícil! Vamos lá!
1. Paula Pimenta
2. Raphael Draccon
3. Clara Savelli
4. Carina Rissi

5. Babi Dewet

 Para conhecer mais da Autora acesse os sites e confira seus livros e suas redes sociais:



Espero que tenham gostado da entrevista, Larissa foi um enorme prazer muito obrigada. Gostou da entrevista? Tem algum escritor para indicar? entre em conato pelo e-mail do blog ou por alguma de nossas redes sociais, um beijo e até o próximo post.

Instagram