Riverdale 2ª temporada | Viciada em séries

by - quarta-feira, agosto 09, 2017

Vocês já conhecem Riverdale? Fiz um post aqui no blog no início do ano e vou deixar o link aqui. A série foi renova pela CW e estréia em 11 de outubro desse ano.

Trailer da 2ª temporada:


A série deixou várias perguntas em aberto no final da temporada e isso deixou os fãs bastante ouriçados nas redes sociais. Primeira delas foi respondida no trailer que era se o pai o Archie (K.J. Apa) estava vivo ou não. Nessa nova temporada teremos novos personagens como o Pai da Verônica o Hiram Lodge (Mark Consuelos) , a chegada de Toni Topaz (Vanessa Morgan) que é uma personagem que ainda não se sabe ao certo como se vai repercutir na história.

O que esperar da segunda temporada?

Um roteiro mais elaborado juntamente com uma construção dos novos personagens e a manutenção dos novos explicando os rumos que suas famílias iram tomar e os acontecimentos em aberto ainda da primeira temporada. Como o destino da Cherly (Madelaine Petsch)e como a vilã irá se portar ao lado de sua mãe que sobrevivei ao incêndio, porém com algumas sequelas.

Considerações da primeira temporada e sobre o final: 

Confesso para vocês que o final foi um tanto mal exposto pra mim. A ideia era muito boa, mas a série deixou a desejar no sentido roteiro e elaboração de personagens ao longo da trama, mas acredito que isso seja resolvido, pois poucas primeiras temporadas de séries são tão boas quantos as suas próximas. Sempre vão existir erros e acertos ao logo do caminho essa é a minha opinião.

Ansiosos para outubro? O que esperam para essa nova temporada? 
Me contem nos comentários.

Beijos de sábado à noite

by - sexta-feira, agosto 04, 2017
Leia ouvindo: Por onde andei - Nando Reis. 

Tocava Nando Reis de fundo, você tinha um lindo sorriso e tocou a minha bochecha. Seus lábios estavam próximos, o sorriso deu lugar a um misto de novas sensações e um olhar lindo que refletia todas as coisas lindas que você tem por dentro. 

Os lábios se encostaram, suas mão foram para na mina cintura e me trouxesse pra mais perto de ti. Seu coração pulsava na mesma sintonia o meu, sorrimos juntos no meio do beijo tantas vezes que perdi a conta. Queríamos aquilo desde quando nos conhecemos, mas ambos optamos por ficar no nosso próprio espaço. O beijo finalmente acaba, encostamos nossas testas, sorrimos e ficamos abraçados.

"Desculpe estou um pouco atrasado, mas espero que ainda dê tempo..."

beijos, abraços e pequenos laços.

O que era uma noite de sábado, se tornou um pequeno encontro de dois corações inseguros e desesperados um pelo outro. As batidas do meu coração se alinharam facilmente as notas do violão que estava a tocar, show acústicos, sempre os melhores. A simplicidade de alguém segurando seu violão em meio a tantas pessoas me ganha.

Fim de noite, dia amanhecendo nos olhamos e sorrimos.

Uma noite, pode ter sido coisa de uma noite. Aqueles olhos talvez me digam ao contrario, mas confesso que particularmente eu vou adorar descobrir.

Covers favoritos | Playlist

by - segunda-feira, julho 31, 2017


Faz algum tempo que não falamos de música por aqui e por esse motivo resolvi fazer um post com meus covers favoritos e algumas músicas autorias desses artistas do youtube. Espero que gostem e curtam conhecer esses novos rostinhos e alguns nem tão novos assim.

  • Mesmo sem estar - Mari Nolasco e Gaby Luthai 

  • TIAGO IORC - Starboy (Cover The Weekend)
  • Wrecking Ball - Miley Cyrus (Manu Gavassi Cover)


  • Vitória e Carol Marcílio - Catâ-flor (autoral)


  • Poemas que colori - Mari Nolasco (autoral)


  • Lua Blanco - Perde Tudo (autoral)
 
  • What I've Been Looking For ft. Lucas Gabreel | Music Sessions |Ashley Tisdale

Caixa Postal | Escritos

by - sábado, julho 29, 2017

Dançando sob as estrelas esta noite sonhei que encontrava você. 

Tinhas um buquê em mãos, mas nem ousei perguntar porquê. Conversamos alegremente sobre a vida e nossas expectativas pra esse ano que tecnicamente tinha acabado de se iniciar. Contei sobre o livro e como tenho caminhado com as histórias novas, rimos, nos divertimos. Falamos até sobre o clima. Quente. Como sempre. Essa cidade não seria tão diferente se não fosse calorosa o suficiente para manter o calor dos seus amores efêmeros.

A noite estava prefeita parecia um sonho. O que de fato era, pois nossos caminhos não se cruzam há três longos anos. Acordei atordoada me perguntando se tudo aquilo tinha sido real. Podia sentir o cheiro amadeirado do seu perfume escapar pela ponta dos meus dedos, aquilo me assustou. O cheiro era de casa e ao mesmo tempo de passado.

Retornar aquela noite que nunca existiu graças a chuva que impediu de nos encontramos. E por um segundo naquela madrugada, permiti-me pensar onde anda você. O que tem feito da vida, se passou naquele concurso e se tornou quem tanto almejou por anos. Se ainda enrola o cabelo na ponta dos dedos. Será que suas bochechas ainda são tão coradas quanto posso me lembrar? Desperto do desvaneio quando o celular vibra em minha cama, saio da janela e o pego. Ao voltar a observar a cidade vejo que o céu está escuro e não tem uma estrela ao contrário do meu sonho que tinha inúmeras delas.

O celular vibra outra vez e é uma mensagem da operadora tenho um novo recado. Ligo para caixa postal e:

- Ah, oi, não sei se você ainda tem esse número. Mas já faz três anos e eu nunca tive oportunidade de dizer o que sentia e talvez nunca tenha. Éramos tão jovens, ainda somos, mas na época adolescentes confusos que não podiam ir ao encontro um do outro pela chuva. E fizemos aquela promessa estúpida de que se não conseguíssemos era pra seguir nossos caminhos sem olhar pra trás. Sexta o CD do seu cantor favorito foi lançado e te enxerguei em todas terminações românticas de cada canção, inclusive da mais triste. Esse tempo todo não segui em frente, me desculpe, quebrei a promessa. Agora estou em frente ao seu prédio e queria poder te observar na janela contando estrelas, mas é impossível nem tem estrelas hoje no céu.

Uma pausa é feita, escuto apenas a respiração de fundo.

- Se algum dia ouvir essa mensagem, me liga, faz um sinal de fumaça, desce e me encontra na varanda, sei lá, só aparece. 

Quais as chances de isso acontecer na vida mais de uma vez na vida? Bom, particularmente eu não faço ideia, mas desço as escadas de pijama e tudo atrás dele. O amor não pode me escapar duas vezes, me deseje sorte.